3.4.13

Sei lá...


'Tem dias que eu fico pensando na vida...
...Sei lá, a vida é uma grande ilusão'.

Ih, estou filosófico hoje - vão ter que me aguentar! Acho que a primavera e a páscoa me deixaram assim, pensativo... Viver é uma coisa complicada, não? Falem a verdade. Você levanta de manhã, escova os dentes, toma banho... Aí olha pela janela, vê que vai fazer um dia lindo. Isso lá no fundo te dá uma felicidade - afinal quem não gosta de dias bonitos? Só que passaram-se 7 minutos e você (...que foi até à janela apenas para checar o tempo) se distrai com a vizinha velhinha que extende a roupa no varal - e continua ali, parado. Percebe que tem que correr, do contrário vai chegar atrasado no trabalho. Bate a porta de casa correndo; desce a escada de 2 em 2 degraus... Fica preocupado pensando se não esqueceu alguma coisa. Ih... Aí começa o sofrimento mental da manhã: imaginem ter que voltar em casa, pegar a chave, abrir a porta, procurar o que esqueceu... Não. Não quero nem pensar nisso. Pare de sofrer! Você não esqueceu nada.

...e no caminho do trabalho?
Vocês admiram a cidade ou respondem as mensagens no celular? 

Fragmento do Duomo di Milano e a bucólica Piazza Cordusio:
com tantos detalhes na cidade, jura que vocês vão olhar para um celular?

Milão tem prédios com detalhes incríveis. Muitas vezes fico com a
sensação de que tudo parou no tempo... Olhem este carro! Lindo.

Há tempos que caçava esta miniatura. Felizes são os gatos, que têm 7 vidas!
Vi este gato sobre uma mesa da Vitra no Salone del Mobile de 2011.

E realmente faz um dia lindo. Todo mundo com uma cara feliz nas ruas... Já pararam para imaginar o que se passa dentro da cabeça de cada um que cruza o seu caminho na calçada? ...E o que se passa na cabeça de cada um que está dentro do seu vagão no metrô? Nossa senhora. Melhor nem imaginar! Se a gente já não dá conta nem do que se passa dentro das nossas próprias cabeças, imaginem nas dos outros! ...Eu sou um desses loucos que inventam problema sem necessidade: vocês também? Pode estar aquele 'dia lindo' de sol na cabeça, que de repente dá uma trovoada forte, nuvens carregadas chegam, e em segundos desaba aquele dilúvio de bobagens, desnecessárias. E essa chuvinha 'boba' causa uma enchente mental. Existe previsão do tempo para esse tipo de pensamento?


Para viver bem é preciso equilíbrio. Saber dosar na cabeça esses momentos de sol e chuva. Tem que saber jogar para fora o que sente (...blogar pode ser uma ótima opção!). Tem que falar, nem que seja com as paredes, com suas plantas. Ter segurança nas suas decisões é fundamental. Não ter medo; acreditar no seu potencial, no que você é capaz de produzir BEM (...seja lá o que for!), sem se preocupar se quem está do lado faz melhor ou 'pior' que você. Tentar, arriscar, errar > fazem parte do processo. E que processo complexo, mamma santa! Você volta para casa depois de um dia de trabalho cansado, mas com uma sensação boa, de que produziu, fez algo. E essa sensação boa somada, dia após dia, vai estruturando a sua vida. Parece simples, mas é tão complicado...


"Gosto da solidão. Gosto de ficar sozinho, a pensar na vida,
neste universo imenso que nos encanta e nos humilha.
De sentir a fragilidade das coisas 
e da nossa própria insignificância".
Oscar Niemeyer

Esse aí foi meu almoço de páscoa 'solitário' e silencioso. Preparei uma mesa impecável, escutei minhas músicas preferidas, saboreei meu prato e tomei um vinho branco delicioso... Depois fui cuidar do jardim. Meti a mão na terra mesmo, sem luva, sem frescura. Sensação boa: Itália, vinho, música, terra...

Vocês param para 'saborear' a comida? ...Ou comem correndo, olhando
o computador, o celular, andando pelas ruas? Vocês escutam música?
Digo, vocês param para escutar música? Tentem.

Humildade, essencial. 
Saber escutar, respeitar, valorizar, agradecer. 

'Humildade' na vitrine de primavera da Roberto Cavalli... Que tal?
E o lustre + cortina de veludo na Dolce&Gabbana da Corso Venezia?

Desculpem esse discurso chato em um blog de design. Tento sempre desabafar assuntos sérios, de forma bem humorada e gostosa de ler. Mas quem sou eu para dar 'dicas' ou exemplo de como viver bem! Se soubesse fazer isso, escreveria um livro e ficaria rico: 'Viver Bem, por Felipe Bastos' - já me imaginei na capa, de blazer azul marinho, braços cruzados, sorrindo. A tarde de autógrafos seria na Barnes & Noble da Union Square, em Manhattan (...não estamos falando de humildade?). Brincadeiras à parte, andei sentindo falta de uns 'obrigados' por aí... Palavra mágica, tão fácil de falar e escrever, esquecida por muitos. Esses gaps te fazem parar para pensar em tanta coisa... Te fazem repensar o ritmo da vida contemporânea, na fria relação entre as pessoas. Porque esse mundo anda tão ingrato, amargo e mal educado assim?

Sonhar também faz parte.

"A gente tem que sonhar, senão as coisas não acontecem".
Oscar Niemeyer.

Confesso que tenho sonhado na frente de umas vitrines da Prada...
Trabalhar como arquiteto e designer nos Estados Unidos > sonho antigo.

...and the only way to make it to the top,
if you go and get it from the bottom...


Sabe quando você respira fundo e olha pra frente? Faço assim.
Certeza absoluta de que o caminho é esse. Não tenho medo de me aventurar.
E tenho paciência de sobra. Sol ou chuva, eu me jogo, toco em frente.

Sei lá, só sei que é preciso paixão.
Sei lá, a vida tem sempre razão.


Tom Jobim, Chico Buarque e Miúcha para vocês.
Muito obrigado pelas visitas! Abraço!!

(+ fonte fotos | arquivo pessoal)

5 comentários:

  1. Se o mundo anda tão ingrato, amargo e mal educado, deve ser pelo fato de que pedir obrigado, desculpas e por favor está cada vez mais inserido no contexto digital do que o da vida real. Assim como a inserção de todas as experiências de vida - e do dia-a-dia - nesse contexto. Acostuma-se tanto a pedir "desculpas" ou "obrigado" pelo facebook, que quando precisamos transportar essas palavrinhas mágicas através das nossas cordas vocais elas soam quase tão superficiais e impessoais como as letras de um teclado de iPhone.

    Hábitos que se perdem.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada você por este tão lindo e intenso texto :-).

    ResponderExcluir
  3. Obrigada por vc existir.Beijão.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pelas palavras sensíveis...
    Obrigada pelas imagens sempre maravilhosas...
    Obrigada pelas viagens que fiz através dos seus olhos no blog...
    Obrigada e sucesso!
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Felipe,
    concordo com Niemeyer quando disse que a gente tem que sonhar senão as coisas não acontecem.
    Por exemplo, me vejo como uma das primeiras de uma longa fila de autógrafos na maravilhosa Barnes and Noble, da Union Square, que eu pessoalmente adoro, com um livro delicioso nas mãos cuja capa mostra um jovem feliz e sorridente vestindo um blazer azul marinho. e que por acaso tem o mesmo nome do meu filho mais novo. Não é o máximo?
    Eu também tenho uma frase que repeti exaustivamente para os meus filhos desde que nasceram - quem sonha realiza.
    Baci e successi, che nel tuo caso è più che meritata. (espero que esteja correto)
    Tereza

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...