10.12.14

Bye Bye Fall...


Sonhei com pavão. Estava em um jardim, com muitas flores vermelhas, rosas, brancas, amarelas... Colorido fantástico. De repente, apareceram dois pavões! Fiquei impressionado com o tom de azul esverdeado das plumas. Procurava minha câmera e não achava! Queria registrar aquele momento. Os pavões caminhavam lentamente entre as flores - foi quando um deles abriu seu leque de plumas, exibindo elegantemente toda a sua exuberância... Abro os olhos > Bom dia New York! Não estava em um jardim colorido com pavões, e sim no meu quarto branco com meu pijama listrado. Enquanto preparava o café da manhã, lembrava de detalhes do sonho... Fui pesquisar o significado de 'sonho com pavão':

"O sonho em que você vê um pavão pode simbolizar a sua vontade de vencer, o seu desejo de alcançar o sucesso, a riqueza e o poder. A dica é que você mantenha o seu caráter íntegro e vá em frente, pensando no futuro... Ver esta ave exuberante em seu sonho pode representar o nascimento da primavera, uma fase de crescimento, longevidade e amor. É um bom presságio, sinalizando o sucesso, prestígio e satisfação em seu relacionamento ou na carreira; novos caminhos. Como alternativa, o pavão significa confiança, orgulho e vaidade. Você pode estar se mostrando muito ou excessivamente arrogante com seu sucesso e realizações. Um pavão pode também sugerir que muitos olhos estão observando você".



Eu acredito em sonhos. Acredito em 'sinais'. Acredito e sigo fielmente minha intuição. Leio esses 'significados' de sonhos, mas não me prendo a eles. Prefiro criar minha própria interpretação diante do que estou vivendo no momento. O que mais me chamou a atenção, foi que no dia seguinte do tal sonho, olhei pela janela e vi um 'caminho aberto' formado por nuvens no céu (primeira foto do post). Enxerguei uma estrada, longa, livre. Os céus sempre tem algo a dizer. Seja lá o que virá, continuo a trabalhar no meu maior sonho (segredo). Pausa no assunto sério > não resisti a esse macaco 'listrado' em vermelho e branco da Muji - o nome dele é 'Peanut'.

Autumn in New York.
Why does it seem so inviting?
...um verdadeiro show de cores e texturas!


The trees show us how lovely
 it is to let dead things go...

Minha estação preferida está chegando ao fim. Essa beleza toda que mostrei aí em cima está dentro desta cidade super urbana - incrível! Como foi bom viver um 'outono em New York'. Parece nome de filme, eu sei. Acho até que a minha vida daria um ótimo roteiro de filme. Pelo menos o cenário em que vivo é fantástico. Só mesmo Deus, o maior 'cenógrafo' do universo para criar todas essas cores e texturas. Lindos dias de sol com frio; longas caminhadas pelo Central Park. A 'minha' árvore foi uma das primeiras a perder as folhas - apressada - talvez estivesse precisando urgentemente de uma grande mudança na 'vida'. Será por isso que me identifiquei com ela?


[Acima, em primeiro plano, minha árvore sem folhas...]

One Sweet Day
...on the road!


Foi no outono que visitei o Storm King Art Center com a Julia, Leandro e Maristela. Alugamos um carro e deixamos Manhattan bem cedo. Foi ótimo sair um pouco da loucura de Nova York e respirar um ar puro. A paisagem da estrada era linda, repleta de montanhas cobertas de árvores coloridas. Visitar o parque me fez voltar à Itália. Passei 1 ano e meio projetando um parque de arte contemporânea na Toscana. O projeto consistia em restaurar e converter uma clássica Villa Toscana em um hotel de luxo, assim como projetar galerias de arte e percursos expositivos em meio à natureza, por toda a propriedade. A curadoria das obras estava sendo feita por uma importante galeria de arte italiana. Eu me sinto muito honrado profissionalmente em ter participado deste processo de criação. O projeto continua a ser desenvolvido... Quem sabe um dia poderei visitá-lo e ter a mesma sensação que tive ao visitar o Storm King. Dia maravilhoso!


A vida imita a arte.
A arte imita a vida.


No alto: 'Julia's World' by Felipe Bastos. Na sequência 'Christina's World', um dos meus quadros preferidos! Na parede do meu quarto, meu sobretudo cinza pendurado em um cabide na parede me fez lembrar da obra Felt Suit (1970), do artista alemão Joseph Beuys

It's autumn in New York,
that brings the promise of new love
Autumn in New York
is often mingled with pain

Autumn Barbecue!
Americanos fazem churrasco somente no verão.
Brasileiros fazem churrasco o ano todo!


Incluam a este outono, um churrasco 'na laje' da Julia e do Leandro, no Brooklyn. Churrasco com frio, farofa, cervejinha na mureta, chips, som na vitrola... De sobremesa tivemos cupcakes decorados com 'folhas do outono' e cookies de chocolate feitos pela Julia. Domingos, como este, me lembram os que eu tinha no Brasil ao lado da família e amigos. Dá uma saudade de casa!

Home, sweet cozy home!
...o prazer de estar em casa!


Gosto da minha casa. Adoro o meu quarto branco, minimalista, cozy. Dormir enrolado no edredon branco neste frio tem sido um prazer. Abro a cortina de tecido, vejo a igrejinha, volto para debaixo das cobertas. Que coisa boa! O frio me traz a vontade de cozinhar (...e comer muito!). Saudades da Itália! Acima, imagens do meu quarto, meu donut vermelho e branco, minhas cerâmicas coloridas, nosso Thanksgiving e minha sopa de letrinhas.


E por falar em comida... Eu como com os olhos também. Este foi o meu café numa manhã de domingo: iogurte, berries e listras. O bowl custou apenas $3.99. O jogo americano listrado apenas $2.99 - ambos da CB2. Os pratos coloridos foram presente de aniversário do meu amigo de trabalho Isao - são da Hay Design. A colher e xícara trouxe da Itália e são da Alessi. Comprei hortências brancas para a sala na semana passada...

The Red Door!
Era uma vez uma porta sem graça...


London Calling > Finalmente pintei minha porta de vermelho!
A inspiração veio das cabines telefônicas de Londres... Que tal?!

I Love Astoria.


Declaro mais uma vez o amor por Astoria. Acho este lugar charmoso, totalmente despretensioso de querer ser Manhattan ou Brooklyn. Aqui é Queens! E principalmente em Astoria Ditmars sinto um jeito meio europeu de viver. Recentemente descobri uma deli italiana maravilhosa. Semana passada fui ao meu bar favorito - Mars. Gosto desse clima 'família' onde o barman te cumprimenta, te conhece e pergunta: '...a de sempre?' - 'Sim, a de sempre'. O lugar é fantástico e mistura peças de antiquário, lustres de cristal, velas... Um clima super aconchegante. Sentei, tomei minha cerveja (...a de sempre), assisti a um show de jazz ao vivo e voltei para a minha casa. 


As árvores já estão sem folhas. Pessoas patinam no gelo no Central Park e no Rockfeller Center. O clima é de natal. Sigo por aqui, pedalando sobre folhas secas, dormindo muito embaixo do meu edredon branco, sonhado com pavões e céus com caminhos abertos... Outono maravilhoso - só tenho a agradecer por tudo que vivi. Impossível não fechar este post com 'Autumn in New York' - mal posso esperar para viver tudo isso de novo.

 

It's autumn in New York,
It's good to live it again!
(+ fonte fotos | arquivo pessoal)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...